terça-feira, maio 13, 2008

maio 13

O meu mais velho, Abílio Yang Freud de sua graça, Billy pós amigos, faz hoje sete anos. Sendo que partilhamos território desde que armei o meu primeiro barraco, faz portanto sete anos que estou fora do ovo, e acho que só agora, sete anos passados, deixei de trincar amiúde os restos de casca que teimavam em vir aos dentes. Sete. Número omnipresente. Número luminoso.

Porto, Fev 2006



ah... resta dizer que fui enganada. Quando era pirralho era todo branco com uma manchinha escura no focinho e um leve véu de cinza na cauda e nas orelhas. A bem dizer, parecia uma ratazana branca. Sai-me afinal um lorde veneziano, caprichoso como só visto, siamês bastardo armado em príncipe da Dinamarca. E doce como as ameixas do pomar de casa... baaauuu.

6 comentários:

MPR disse...

Eu bem me parecia que devia haver para celebrar a data... ;) Parabéns ao bichano...

Laranja disse...

:)

Parabéns, gatão lindo!
Ainda me lembro de seres tão minúsculo que te escondeste atrás de umas revistas e deixaste toda a gente ralada à tua procura durante uma data de tempo...

:D

aroma a amora disse...

É muito lindinho o Abílio... um mimalhão como só ele sabe ser mas que compreende o que lhe queremos dizer só pelo nosso olhar e se abraça a nós como se fosse um bebé... Parabéns para ele e para ti que o aturas ;)

Rodrigues disse...

Pôôôô!... Setianos?!! O_o Já?
Bilito, ´mô querido!...

Beijinhos nesse focinho mailindo. Berrenhau. :)**

Afilhado disse...

Jáááá??
Está um Senhor o meu sobrinho, hein?
Parabéns "à mãe" e beijo ao aniversariante.

Manel disse...

:) Laranjinha, à pala dessa história das revistas (ele acabado de chegar ao cafofo de São Sebastião e nós a regressarmos do Funchal) é que o Abílio tem o apelido que tem. Saí de uma casa sem bichos e quando regressei tinha uma doce ratazana branca escondida atrás das revistas de literatura e psicanálise, eheheh...

Que rico clube de fãs tem aqui o meu lorde, berrenhau... :)