terça-feira, outubro 02, 2007

divergências significantes: o estilo I

Um caro e metropolitano amigo diz-me que consegue adivinhar qual o meu perfume, e eu até o acredito, o André é um nariz sofisticado. Snifa um bocadinho. "Gaultier, de certeza que é Jean-Paul Gaultier". Digo-lhe que não, que é meramente uma essência de jasmim, vinda direitinha da Body Shop do Chiado. Snifa novamente, incrédulo. "Não pode ser... estás a brincar! É que cheira mesmo a Gaultier!" Garanto-lhe que não, que tenho uma pele teimosa, que transmuta todos os perfumes que nela assentam.

E é isto, senhores, o verdadeiro estilo. Por meia dúzia de moedas conseguir tresandar a haute-couture. Embrulha.

3 comentários:

andré luz disse...

n sou tão nasal como o meu homónimo, mas só tu...
mesmo no ponto
lol
beijos

LuisElMau disse...

a questão é que o Jean-Paul, juntou a essencia da tua pele com o baratinho do body shop para vender caro o seu perfume.
eu se fosse a ti, ia pedir direitos sobre o teu cheiro natural.
Beijo.

Manel disse...

Olha... não está mal lembrado, não senhor. :p