quinta-feira, novembro 20, 2008

ora põe-me a etiqueta no frasquinho [lista de relações causa-efeito quando damos o corpo ao manifesto]

ou ainda
a lógica do aquário



1. Direitos dos animais.
És um cão. Ou um impala, se tiveres a mania de que és exótic@.

2. Direitos de livre circulação de pessoas.
És mexican@. Ou argelin@. Ou brasileir@.
Ou de outro sítio qualquer do lado de baixo do equador.
Ah, ou pret@.

3. Direitos do trabalho.
És comunista.

4. Distribuição de riqueza.
És comunista.

5. Direito à educação pública gratuita e de qualidade.
És comunista.

6. Direito a fumar ganzas.
És do Bloco.
Ou és ganzad@.
Ou ambos.
Também pode ser que sejas dealer.
Ou até pior, pode ser que sejas comunista.

7. Direito a não respirar fumo em espaços públicos fechados.
És um sacana de um moralista não-fumador.
Ou tens acções de um fabricante de extractores de fumo.

8. Direito a fumar sem levar com o moralismo dos outros, incluindo em alguns espaços fechados.
Andas-te a matar, parece impossível.
Ou tens acções da Phillip Morris.

9. Igualdade de género.
Sejas lá o que fores, não és homem de certeza.


E hoje fico por aqui, gosto de terminar em números ímpares.

6 comentários:

MPR disse...

Direito do casamento entre pessoas do mesmo sexo. És paneleiro, ou fufa, ou ainda estás no armário.
Direito da adopção por casais homossexuais. Não só és paneleiro como queres propagar a paneleirice pelo mundo. Ou pior, és pedófilo (que no fundo é um comunista de dieta).

rf disse...

:)
sua... sua... ghhnn... SOCIALISTA!

Manel disse...

jejeje... :p insultos não vale. atreve-te lá a chamar-me tal coisa outra vez!!!...

rf disse...

sua... sua... ghhnn... Internacional FEMINISTA!!!
ora toma, embrulha esta, pior que isto não deve haver... ;ob

Manel disse...

jesus maria josé!


nunca mais te falo. prontos.

[gosto particularmente do ghhnn... muito expressivo ;)]

rf disse...

ghhnn... ggrrRR... rrRROOoo... ooOOAARRghhh...

prontos. já passou, fiquemo-nos pela expressividade, que senão...
que não me fales, ainda vá, mas com este quase, quando te cruzasses na rua não só mudavas de passeio como me atiravas com ovos podres... e eu preocupo-me, acima de tudo, com a minha imagem pública :b

[prontos, já não digo mais disparates... aí até... ao final do ano?]