sábado, março 08, 2008

processo de intoxicação, dia 5



Angst essen die Seele auf, Angst essen die Seele auf... Angst essen die Seele auf.

- Não chores... então, porque choras?
- Porque estou tão feliz, mas tenho tanto medo também.
- Medo não. O medo não é bom. O medo come a alma.

4 comentários:

Jo�o Miguel Pais disse...

Um pormenor: o titulo é "Angst essen Seele auf", propositadamente sem o artigo definido "die", tal como ele o diz na passagem. Do Fassbinder aconselho "Warum läuft Herr R. Amok". Uma ideia muito simples, mas actual. Bem, ou qualquer outro filme, auf jeden Fall.

Manel disse...

Certíssimo, João, foi um acto falhado do meu cérebro anglo-formatado. Ia corrigir o post, mas pensando bem, é assim que oiço a frase e vejo-a no post quase como um mantra. Fica como está. Mas agradeço a correcção.

Quanto às sugestões... agora tenho um caixa de oito dvd's para acabar de "comer", aos quais se seguirá outra caixa, a de Berlin Alexanderplatz. Mas fica registado. Danke shon (que nervos me mete ainda não ter encontrado o trema neste computador, caramba, nada germanófila, a macintosh...)

Jo�o Miguel Pais disse...

danke schoen também funciona, ou apenas adicionar "e" a qualquer vogal que deveria ter um trema. (já que estou a servir de corrector...)

Berlin Alexanderplatz deve ser uma boa semana passada. Engraçado, ainda anteontem vi uma versão "moderna": http://www.volksbuehne-berlin.de/praxis/berlin_alexanderplatz/?id_datum=982. 5 horas no total, mais gritado que falado, muito bonito.

Manel disse...

Eu conheço essa regra, e aplico-a a quase todos os casos, mas esta palavra é daquelas que só gosto de ver com trema (como não sei alemão, tenho uma relação estética com a língua, parece-me, eheheh). Mas a boa notícia é que já o descobri: danke schön. :D