segunda-feira, maio 29, 2006

Mas afinal, o que é que faz falta?

Quando a corja topa da janela
O que faz falta
Quando o pão que comes sabe a merda
O que faz falta

O que faz falta é avisar a malta
O que faz falta
O que faz falta é avisar a malta
O que faz falta

Quando nunca a noite foi dormida
O que faz falta
Quando a raiva nunca foi vencida
O que faz falta

O que faz falta é animar a malta
O que faz falta
O que faz falta é acordar a malta
O que faz falta

Quando nunca a infância teve infância
O que faz falta
Quando sabes que vai haver dança
O que faz falta

O que faz falta é animar a malta
O que faz falta
O que faz falta é empurrar a malta
O que faz falta

Quando um cão te morde a canela
O que faz falta
Quando a esquina há sempre uma cabeça
O que faz falta

O que faz falta é animar a malta
O que faz falta
O que faz falta é empurrar a malta
O que faz falta

Quando um homem dorme na valeta
O que faz falta
Quando dizem que isto é tudo treta
O que faz falta

O que faz falta é agitar a malta
O que faz falta
O que faz falta é libertar a malta
O que faz falta

Se o patrão não vai com duas loas
O que faz falta
Se o fascista conspira na sombra
O que faz falta

O que faz falta é avisar a malta
O que faz falta
O que faz falta é dar poder a malta
O que faz falta


José Afonso

5 comentários:

Eng.º Sousa Veloso disse...

Faz falta...

1- Reconhecer a delinquência infantil;

2- Reconhecer a responsabilidade civil dos pais dessas crianças;

3- Reconhecer que a Ministra da Educação está a desenvolver uma estratégia louvável, pelo menos no seu próprio entender (e no entender de provavelmente a maioria dos pais e encarregados de educação deste país), na qual o estatuto da carreira docente vai sendo cada vez mais inferiorizado;

4- Abrir os olhos.

Desculpa se não era isto que pretendias, mas estava com esta espinha entalada na garganta. Aos anos que estou a dizer que tenho de largar o ensino; já nem me considero um bom profissional.

Manel disse...

Ó homem, tu desabafa à vontade. Eu não esperava nem deixava de esperar nada. Até porque o que dizes continua - e continuará sempre - a decorrer também do que diz esta letra.

Eng.º Sousa Veloso disse...

Impressionante, não é? Após tantos anos, não evoluímos nada.

Manel disse...

Também nos esquecemos que estes anos só são longos na nossa pequenina contagem humana... ;)

Sara disse...

Eu gostaria de ler esta visão inteira, mas às vezes cansativo mim, é porque eu tenho que ir ao médico eu acho que o mais provável ter que usar lentes bifocais