sexta-feira, dezembro 05, 2008

onde?

Viria um dia antes. Estava tudo pronto, malas, cama virada, tudo. Mas não consegui. Aqueles três pares de olhos a olharem para mim cabisbaixos [bom, ela ainda é razoavelmente indiferente], e mais o Puto que na sua ampulheta se esgota e bem merece umas gargalhadas para aliviar a tensão e um belo arroz de farinheira. Agora sim. Já nos habituámos todos. Lá venho viver para o outro lado da casa. Mais uma vez.

Em Lisboa me falta, esta casa, esta família. Aqui, tudo o resto. Estou sempre em perda. Ou em ganho, não sei bem.


Where Is My Mind? - Pixies

Mas mimo, caril, tinto e fogo na lareira aquecem qualquer coração revolvido.

3 comentários:

MPR disse...

Por cá ficamos em falta... definitivamente em falta...

amora disse...

Sem dúvida...
Mas também deve ser bom ter tantas coisas boas em 2 lugares diferentes, não?!
Contra mim falo que, por mim, não ias a lado nenhum!!

Manel disse...

E em frases pequenas e palavras simples se deixa sem peneiras —e quase sem que se note— uma definição de amor. Um beijo, minha amora, pequenino e simples como a necessidade que sabe soltar e desprender... por amor.

Eu também fico em falta. Sempre em falta.
Beijos. :)