sexta-feira, dezembro 14, 2007

pop kubrick

A minha vida exterior tem vindo, aos poucos, a depurar-se, e temo que seja apenas o início de uma longa caminhada em direcção ao paraíso minimal, pois que less is more. Ao meu saco branco, já com uns anitos, juntou-se primeiro um casaco branco. Agora um portátil branco. E até o caixotezito para ligar à net é branco. A cama tem um édredon branco. E como o bar da Laranja Mecânica me mete um bocado de medo, prefiro pensar que estou aqui:



Escusado será dizer que a melhor parte do pacote não está incluída. Seria, naturalmente, o Albarn com aquele risco preto sob o olho direito...ai.

2 comentários:

Tó Gomes disse...

Pensa em macro vision, não estarás à procura da perfeição? não vou ser desmancha prazeres... tambem gosto de minimal ;)

Manel disse...

não... não estou à procura da perfeição, talvez da simplicidade, mas não da perfeição. Não há nada mais imperfeito que a perfeição. A humanidade está toda na falha, no erro. e se há coisa de que preciso é de humanidade... :)