terça-feira, janeiro 08, 2008

as proporções

Mudam.
As proporções são elásticas.
As proporções são desproporcionadamente relativas.
As proporções passam-nos rasteiras e usam-se de espelhos de deformar para nos ludibriar a mente.
As proporções querem impôr-se como definitivas, mas a vida não deixa. A vida não se dá bem com definitivos, sempre fumou Provisórios. E proporções.
As proporções são bem mais frágeis do que gostariam de ser e tentam fazer valer o seu valor, na própria proporção da sua função.
As proporções são sábias, e riem-se connosco quando enfim lhes conseguimos dar a devida proporção.




...

As emoções são gémeas das proporções.


Guimarães, 5 de Dezembro de 2005

2 comentários:

João Vermelho disse...

Já não passava aqui há tanto teeeempo...
(O sem vergonha ainda assume!)
Que bom, estás mais activa que nunca.
Ao ler as tuas últimas postas surgiu-me uma daquelas ideias peregrinas: Têm-se escrito a história da humanidade à luz de tantas perspectivas, não seria interessante escreve-la à luz das proibições?
Não estou com muita vontade de o fazer mas se o proibissem...
Beijo e Bom Ano

Manel disse...

:) Beijo, meu mano mailindo-sem-vergonha. Bom ano!