domingo, fevereiro 18, 2007

Estão a gozar com a minha cara...

Eu ouvi bem, ou na RTPN acabou de se dizer que os estudos apontam para que o custo de uma IVG para o Estado seja de mais de oitocentos euros se for aborto medicamente induzido, mais de mil se se tratar de aborto cirúrgico? Eu bem sei que o que paguei na Clínica dos Arcos, e foi metade, e era uma clínica privada, que nos hospitais públicos espanhóis o preço é metade dessa metade. Eu devo ter cera a mais nos ouvidos, é o que é. Ou o gajo que fez as contas aqui em Portugal é o mesmo que inventou os cartazes a ameaçar com os impostos a favor do aborto.

Mas é agora que se tira a teima das razões de cada trincheira. Oiço falar em aconselhamento obrigatório, em surreais comissões de ética, em persuasão, e continuo a ver uma mulher-criança, sentada numa monstruosa cadeira frente a uma secretária cheia de adultos. No fundo, e agora nota-se bem, estamos a discutir quem é que manda aqui. Na minha barriga.

2 comentários:

boss disse...

Contribuir com os meus impostos para comissões de ética e aconselhamentos obrigatórios?

NÃO, OBRIGADO! Eu confio na decisão das mulheres, eu respeito a decisão dos eleitores portugueses.

max disse...

Mais uma prova para quem ainda não tivesse reparado: O NÃO ainda está a fazer campanha eleitoral.

Excelente post, Manel.