quinta-feira, março 15, 2007

Divergências significantes: o conforto

(frente a um anfiteatro universitário cheio)

- Acha mesmo mais reconfortante pensar que a vida se resume a isto, que não há nada depois?
- Acho mais reconfortante do que pensar que a vida não passa de um teste.

diálogo no House, dispensa-se, por óbvia, a informação de que personagem disse o quê...

5 comentários:

MPR disse...

E se estamos numa de citações então uma de um dos senhores que mais me marcou:

"We are made of star stuff!"

Carl Sagan

Manel disse...

No great doubt about it... ;)

katraponga disse...

Eu acho reconfortante saber que há pessoas como tu. Só isso conta. O resto, isso sim, é star dust e pouco mais...

pedro efe disse...

ora bem, senhor diogo! isso sim, é o que faz a vida valer o que vale.

Raquel Alão disse...

:-D Ah! Grande House! Quando a primícia é sempre um algo supostamente melhor do que "isto" num futuro que de todo não existe e é apenas projectado pela nossa mente enquanto hipótese conjurada pela existência do passado... A resposta só poderia ser essa mesmo.