sexta-feira, março 09, 2007

Dias de tantas mulheres

Ela é bela, double-face, para usar a terminologia do Miguelito. Ela tem sido tantas ao longo dos verdes anos que tem percorrido intensamente. Ela agarra-nos à cadeira e faz-nos viajar pelo sofrimento e pela felicidade de estar inteira num palco. Para isto, paga-se bilhete. Para vê-la percorrer a vida com o mesmo amor, a mesma dor, as mesmas tripas e a mesma generosidade é preciso ter o privilégio que eu tenho e que nenhum bilhete compra: o de a ter como uma das mulheres mais importantes e mais próximas da minha vida.

Hoje é o dia dela. Por isso é o meu dia, que lhe sinto a falta e a presença, e que daqui, a 600 km de distância do seu campo de estrelas, lhe faço o meu brinde sentido e saudoso.


À tua, querida Violeta!
À amizade, ao amor e à vida que em ti fervilha!


Muitos parabéns!


Roma, Outubro de 2005

3 comentários:

violeta13 disse...

ñ sei que dizer-te... ontem o meu pai perguntava-me "entao e hoje, o teu coraçao ja esta mais quente?" e eu pensei, mas nao disse: "maos frias..."
mas nao sao so as maos frias que me convertem, por artes populares, o coraçao quente. sao estas poucas pessoas que sei sempre estarao ao meu lado, passe o que passe.
e beijos mil, reina
ca te espero
(perdoa a falta de acentuaçao, ja sabes porque)

Manel disse...

Passe o que passe. Outros mil. E até já. :)

katraponga disse...

Muitos parabéns!!! :)


E um beijo grande desde Barcelona!