quarta-feira, novembro 29, 2006

A poesia está na rua


Rua 31 de Janeiro, Porto
28 de Novembro de 2006


Este post é para a Violeta, que vinha com tanta vontade de me mostrar o amor-perfeito que fotografou na Praça da Liberdade como a que eu tinha de lhe mostrar este amor-perfeito da 31 de Janeiro. E, claro, para quem quer que tenha decidido que hoje o basalto invernal pedia encarecidamente que o rasgassem de amarelo primaveril. Seja quem for, é um poeta, e coloriu de riso o meu dia. E o da Violeta.

4 comentários:

bixu disse...

Belos olhos; são mais que amores e perfeitos!;) São AS Marías!

aldina disse...

Um acto de poesia, ainda que seja involuntário...

Até sempre

Manel disse...

Ó meu bixu lindo... fazes muita falta às Marías. :)


Aldina, parece que foi voluntário e sistemático. Disse-me o JL que viu o poeta em acção: um pedinte mal-encarado. Há coisas que só vejo acontecer nesta cidade... :)

aldina disse...

É extraordinário! A poesia está na rua e no meu coração também :-D


Até sempre