segunda-feira, agosto 07, 2006

Ide em paz, e que o senhor vos acompanhe as investigações no bairro.

-Boa tarrrrde, sou o elder *?+'# e este é o elder "#$%&, podemos entrar para conversar consigo um bocadinho?
-Entrar? [cof cof misturado com riso] Não vale a pena [a ler, "Não querias mai nada!..."], vai perder o seu tempo.
-Tem a certeza? É uma pessoa religiosa?
-Sim e sou, mas sou ateia.
-E posso perguntar em que é que acredita?
-Sim, mas isso demorava muito tempo a explicar e eu teria de vos convidar a entrar, o que não estava nada nos meus planos. [sai gato disparado corredor fora, saio eu atrás para o ir buscar] Olhe, acredito no meu gato, que está vivo, acredito em mim, acredito em si... e já não me parece que seja pouco.
-Já agora posso perguntar-lhe se vive nesta casa com a sua família?
-Sim sim, vivo eu e os meus seis maridos. Boa tarde.

10 comentários:

Nic disse...

LOL... tambem quero uma religiao dessas!
:)

aroma a amora disse...

Ainda bem que não estavam todos os 6 em casa...isso é que tinha sido a escandaleira!!

Manel disse...

Pois, mas em seis maridos, há alguns que são os "maridos dos últimos dias", e nós ainda estamos no início do mês, eheh...

JL disse...

Respondem os mormons: «estamos cerrrtos que se nos deixar entrrrar não sentirrrá grrrande diferrrença. Mais dois, menos dois...»

Manel disse...

T'arrenego!... :p

Truta Azul disse...

:-D :-D :-D

Não os deixaste chegar à parte em que te perguntavam se tinhas quartos para alugar...

pedro efe disse...

há muito tempo que não apanho um senhor desses... eheheh

Max @ Devaneios Desintéricos disse...

eheeheheheheh

Que pagode :))

katraponga disse...

:D


Beijos. E um abraço. Incondicional. ;)

Zé Gato disse...

Depois do último helder, apareceu-me uma velhinha, há coisa de um ano, a tentar impingir-me uma revista que "ajudava" a lidar com as deficiências das crianças, alegadamente, karma de vidas passadas cheias de pecado.

Ainda hoje me roo de não ter tomado uma atitude um tudo nada mais agressiva do que a que tomei.
No fundo, acho que sou um relativista mas haja limite à cabotinice.