segunda-feira, outubro 19, 2009

e assim [pois, diz que estreei...]


fotografia [de ensaio] de Catarina V.


Até fim de Novembro, pessoal, de terça a domingo no Teatro da Trindade, a liberdade é onde um homem não quiser.



Máquina de Somar

Baseado na peça “Adding Machine” de Elmer Rice
Composição Musical de Joshua Schmidt Libretto de Jason Loewith e Joshua Schmidt
Encenação de Fernanda Lapa Direcção Musical de João Paulo Soares Cenografia e Figurinos de António Lagarto Coreografia de Marta Lapa Desenho de Luz de Paulo Sabino Apoio vocal de Rui Baeta
Com Henrique Feist, Luís Madureira, Joana Manuel, Luísa Brandão, Luís Gaspar, Sérgio Lucas, Bruno Cochat, Andreia Ventura, Joana Campelo
Músicos ao vivo: Francisco Cardoso, Daniel Hewson, João Paulo Soares

4 comentários:

alien aboard disse...

muita merda da boa pa ti :)

i scream disse...

boa peça, vê-se num instante, e adorei a música!!! "os números encerram os mistérios da vida (...)"
não visitava este blog há muito tempo, e achei curioso... Parabéns!

Manel disse...

thanks. :)

Anónimo disse...

"é insuportável passar por ti, sem ti"
pois...
longa é a espera...
mais uma noite, uma esplanada, uma estrela
sentar no banco e ouvir mais mentiras.
porque não Joana?